segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Às vezes


Às vezes, penso que seria feliz numa ilha. Depois, lembro-me de Stromboli.



Stromboli, terra di Dio, Rosselini, 1950

4 comentários:

  1. Um filme belamente doloroso.
    As ilhas podem assombrar-nos de muitas e diversas formas.

    Bom dia, Téstiq :)

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, Maria!
    Sim, há uma certa dureza que se impõe a vive numa ilha.

    ResponderEliminar
  3. Nunca nos poderemos esquecer que a pobre Ingrid Bergman queimou os pés durante as filmagens, ao seguir as instruções do marido, o filme é magnifico, mas a história da sua rodagem é um verdadeiro calvário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. coitadinha. mas, assim o sofrimento era menos 'fingido'.

      Eliminar