sábado, 8 de outubro de 2016

Na vida como no cinema

Era tão bom! Os meninos faziam-nos promessas e nós acreditávamos.

(...)

'Um dia eu ganho o totobola
Ou pego na pistola
E que eu morra aqui
Mulher tu sabes o quanto eu te amo

O quanto eu gosto de ti
E que eu morra aqui
Se um dia eu não te levo à lua
Nem que eu roube a lua,
Só p'ra ti'


Depois crescemos, encontramos a realidade e descobrimos que não há heróis.



John Wayne, seguido do seu cavalo em 1959


Clint Eastwood,1972

O problema dos homens é desconhecerem que nós sabemos isso. 



4 comentários:

  1. :)... de qualquer maneira, essa música é tão bonita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim! embora, de tempos a tempos, precise de um certo afastamento para desenjoar dela, é uma boa música :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. pois claro, preferes o mar mas, acho que também arranjo maneira de desconstruir o heroísmo dos lobos do mar, como o Sandokan ou do Capitão Nemo...
      do Corto Maltese não, nesse eu acredito!

      Eliminar