segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Presente aquém do futuro que sonhamos

Andava eu, na minha triste vidinha, a disputar restos de promoções com velhas matreiras e escorregadias quando ao microfone da loja alguém gritou:

- Joana d'Arc à sua caixa! Joana d'Arc à sua caixa!

Senti-me melhor acerca da minha triste condição.
Se até ela que privou com Deus nosso senhor o todo poderoso acabou numa caixa de supermercado, ter trabalho é uma sorte.




2 comentários: