quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Um lamento estridente

Para todos os que desperdiçaram o feriado numa fila, para visitar o MAAT gratuitamente, um lamento sentido e uma estridente gargalhada.
O MAAT terá entrada gratuita até Março de 2017!

Tansos...





14 comentários:

  1. Eu até estava disposta a pagar para ir ver, mas pareceu-me tão vazio... Filas é que não! (3 horas à espera???? Nunca!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é uma obra interessante mas, não vale a pena ir a correr. Aquilo não deve cair tão cedo...

      Eliminar
  2. É que ofereciam também umas coisinhas comestíveis (Santini, inclusivé), como dantes os croquetes nos lançamentos (iscos ) de livros pindéricos... A chamada "street food", e como há muitos famélicos de coltura, está-se a ver, não está-se!?... Não há ponte que aguente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um bom português não pode ouvir a palavra 'grátis' sem que se lhe dê uma comichãozinha ...

      Eliminar
  3. Também tenho pouca paciência para grandes filas...

    ResponderEliminar
  4. Vou regularmente a Exposições se tiver que pagar paciência, porque eu quero mesmo é ver a Exposição, mesmo que haja filas. Um outro fenómeno que encontro é pessoas/famílias a correrem pelos corredores a andarem muito depressa, a olharem para todos os lados, captando tudo num raio de 360º e depois a saírem rapidamente dali, para seguirem para outra Exposição, porque hoje é de borla...
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu gostava bastante de ter oportunidade de ver a retrospectiva do casal Eames que está no museu da electricidade mas, preferia ir num dia calmo e tirar o máximo partido. no entanto, embora a entrada seja de 5 euros se somar a viagem a Lisboa é um investimento que talvez não consiga fazer.
      acho que as famílias se sentem socialmente pressionadas a fazer programas ditos culturais e a verdade é que se tivermos em conta o custo de entrada num museu e o multiplicarmos por uma família de 4 num agregado onde os progenitores têm um rendimento liquido pouco superior a 500 euros fazer programas culturais representa um investimento considerável ao qual não teriam acesso se não houvessem dias gratuitos, eu mesma preciso dessas borlas para poder fazer alguns programas diferentes. O problema está na gestão cultural que é feita, ainda, para turistas e elites.
      Uma coisa estas filas demonstram os portugueses estão sedentos de cultura mas, infelizmente não têm acesso frequente à mesma...

      Eliminar
  5. ver museus... que coisa epidérmica... prefiro passar 3h no supermercado... mesmo que seja numa fila para o frango assado...

    ResponderEliminar