sexta-feira, 3 de março de 2017

assombro

'A trama é tão assombrosa que facilmente esquecemos a qualidade da escrita' era a frase que exibia o livro que comprei, depois de ter gasto trinta minutos da minha hora de almoço a olhar para a estante de literatura fantástica com o ar de um burro que observa um palácio.

Ainda não encontrei o assombro da trama mas já quero muito esquecer a qualidade da escrita e não está a ser tão fácil como anunciavam.


2 comentários:

  1. se era importante esquecer a qualidade da escrita, à partida era um mau agoiro... ou nã? desde que me dediquei aos romances e policiais, perdi o encanto pela ficção científica, e nem sequer tento o fantástico...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fui obrigada, tenho que investigar o género, derivado a coisas... Mas, descobri os contos fantásticos do Teófilo Braga que são bons, juntam o misticismo e filosofia - são mais a minha 'cena'!

      Eliminar