Alguém que me explique, devagarinho


Não estou a perceber isto.

Então o Governo propõe que o meu salário, que trabalho 40 horas semanais por conta de outrem, seja aumentado para 600€ ao mesmo tempo que me diz que vai pagar aos seus funcionários, que trabalham maioritariamente 35 horas semanais, um mínimo de 635€ que será também suportado por mim?

Não percebo. Estará o governo ceguinho acreditando de boa fé que os patrões vão usar da liberdade que têm em gerir os seus lucros e pagar mais aos funcionários depois de o poder político os ter legitimado a esmifrar os trabalhadores (cortes de salário, fim de feriados, tributação das horas extra...)?
Ou, estará o governo ceguinho acreditando de boa fé que vai poder negociar abaixo dos 635€ em concertação social? (Se calhar tem razões para isso, eu também não tenho fé nenhuma nos sindicatos)

Não percebo e enquanto isto estão os franceses na rua e andam os comentadores e comunicação social portugueses a explicar que os franceses estão com dificuldades em manter uma sobrevivência digna com o seu salário mínimo de 1498, 47 mês.

Não há dignidade num salário de 600€ assim como não há dignidade num  de 635€ mas com a diferença (35€) eu consigo pagar a luz.






Comentários

Enviar um comentário